Encontros
Do outro ao Outro: uma introdução ao pensamento de Jacques Lacan
13 de junho de 2018
PD I
PD 16-03

Projeto Desleituras

R$0,00

Que tal trocar uma ideia sobre elementos centrais dos debates lacanianos atuais? É o que o Projeto Desleituras vem propor, numa série de 6 encontros, a serem realizados uma vez por mês no Instituto Gerar.

Nosso primeiro encontro será no sábado do dia 16/03, das 16:00-18:00 horas, com Durval Mazzei especialmente convidado, e nossas discussões partirão da leitura do livro ‘Desler Lacan’ de Ricardo Goldenberg, sendo suas primeiras 61 páginas as disparadoras – mas não limitadoras – da conversa.

A entrada é franca. Venham!
(para mais informações: https://www.facebook.com/events/313093102889270/)

Categorias ,
Informação adicional
Data:

16/03
13/04
11/05
15/06
20/07
17/08

Horário:

das 16:00 às 18:00 horas

Local:

Rua Natingui, 314 – Vila Madalena

Realizadores:

Rodrigo Camargo, Viviana Venosa, Laerte de Paula, Isaias Ferreira, Barbara Cristina e Estanislau Alves

Convidados:

Dia 16/03 com Durval Mazzei.

Entrada:

Franca

Avaliações (0)

Avaliações

Não há avaliações ainda.

Apenas clientes logados que compraram este produto podem deixar uma avaliação.

O Projeto Desleituras é um programa de encontros e debates relacionados a uma temática escolhida pelos realizadores do projeto. O grupo atual conta com os psicanalistas Rodrigo Camargo, Viviana Venosa, Laerte de Paula, Isaias Ferreira, Barbara Cristina e Estanislau Alves.
A temática escolhida é o livro ‘Desler Lacan’ de Ricardo Goldenberg, lançado pela editora do Instituto Langage ao final do ano de 2018, que tanto serve de inspiração ao título do projeto quanto elenca elementos centrais dos debates lacanianos atuais.
A proposta é realizar 6 encontros abertos, partindo-se da leitura prévia de trechos selecionados do livro, com o intuito de discutir e estudar questões centrais da psicanálise lacaniana. Cada encontro será coordenado e organizado por dois dos realizadores, de modo que a estratégia e a responsabilidade pelo desenvolvimento da conversa no encontro ficará sob respectiva responsabilidade dos realizadores, que servirão de moderadores. Ademais, um convidado especial poderá participar diretamente do debate [ou seja, um organizador poderá convidar um pesquisador ou profissional, psicanalista, etc., dedicado a um ponto de interesse da leitura – de modo que sua participação só poderá enriquecer o debate]. Os seis realizadores, então, se responsabilizam por manter a conversa, instigá-la e provocá-la, inclusive elencando temas pontuais e questões-chave para cada encontro, mas não estarão preocupados com a transmissão do conteúdo do livro nem tampouco com o desenvolvimento de uma aula. Precisamente, não se trata de um curso, nem possui qualquer dinâmica explicativa. É mais uma roda de conversa disparada pela leitura do livro escolhido e que não fica presa a seu conteúdo. Quer dizer, a conversa pode seguir caminhos diversos e levar a discussões que não necessariamente se apresentem no livro. De fato, seria de interesse, em se tratando também de uma leitura crítica do livro, vislumbrar elementos possivelmente extrínsecos à leitura, seja porque tratar-se-iam de pontos que derivam do que no livro aparece, seja porque o questionamento e o estudo de premissas está incluído. Em suma, a proposta é realizar discussões que permitam o estudo e o debate aberto entre interessados em psicanálise que estejam afim de conversa animada.